10.6.11

Seguindo o sol



                                      Para fazer este passeio é preciso acordar bem cedo.
 

Ter um par de tenis velho nos pés e uma roupa bem confortável.
Um café rápido,só pra quebrar o jejum, pronto!
Vem comigo, é "TEMPO DE BORDAR" um lindo dia que vai começar!
 
 






A mata ainda úmida do orvalho, molha nossos pés, mas não tem problema, os primeiros raios de sol já aparecem por trás dos galhos das árvores.




Ouvimos um mugido avisando- nos o que encontraríamos mais a frente.
Pedimos "licença" e passamos pelo rebanho.




Seguimos nossa trilha. É "TEMPO DE BORDAR", temos muito o que andar!





Pé ante pé, numa marcha incansável, buscando o que a natureza tem de melhor a nos mostrar; ela mesma, pura, simplesmente diante de nós.




Observamos detalhes, respiramos fundo,nos recarregando de energia vital, buscamos o essencial, o óbvil para viver melhor.
É...é "TEMPO DE BORDAR", temos muito pra pensar e aprender...




Chegamos a metade do passeio e a partir de agora, seguiremos por uma estradinha asfaltada.


 Alguns trechos ela se apresenta sinuosa e com bastante subida.


 A vegetação é diversificada, vemos palmeiras entremeadas ao bambuzal, oferecendo um lindo visual!








Árvores antigas a beira do rio

 Flores em lugares inesperados buscam a luz do sol.

É "TEMPO DE BORDAR", pecisamos também de sol...


Seguimos passando por fazendas.



Avistamos portões,



porteiras...


...e portinha, da Igrejinha.


Enormes eucaliptos nos fazem lembrar a pequenez do Ser Humano diante do universo.


Da força e do poder da natureza, onde cada ser vivo ocupa seu devido lugar, numa cadeia que não pode (não deve) se quebrar,nem tão pouco se desequilibrar.




É "TEMPO DE BORDAR", vamos nos conscientizar

 Quase duas horas de caminhada, e estamos enfim "quase" chegando em casa.

Deixamos ao longe as trilhas e estradas por onde passamos...mas sempre é "TEMPO DE BORDAR"!
Só que agora vou descansar...



Espero que tenham gostado do passeio, assim como eu, naturalmente...

Um comentário:

Regina disse...

Que postagem linda! Adorei o passeio, pena que não estava lá in loco, mas valeu.
Adorei o seu texto também.